Paróquia de Campelos

Matrimónio

«Deus criou o homem à sua imagem; criou-o à imagem de Deus, criou o homem e a mulher… Por isso, o homem deixa o seu pai e a sua mãe para se unir à sua mulher; e os dois serão uma só carne»

(Gn 1, 27; 2, 24)

Para iniciar o processo de Matrimónio por favor contacte a Paróquia ou compareça no Cartório Paroquial, na Igreja de Santo António, às quartas-feiras, das 16h às 18h30.

O Sacramento do Matrimónio é o plano de aliança de Deus com o seu povo, um desígnio de comunhão. A imagem de Deus é o casal no matrimónio: o homem e a mulher; não só o homem, não somente a mulher, mas os dois juntos. Esta é a imagem de Deus: o amor, a aliança de Deus connosco está representada na aliança entre o homem e a mulher. Na união conjugal o homem e a mulher realizam esta vocação no sinal da reciprocidade e da comunhão de vida plena e definitiva.

Quando um homem e uma mulher celebram o sacramento do Matrimónio, Deus, por assim dizer, «espelha-se» neles.

Na Carta aos Efésios, São Paulo frisa que nos esposos cristãos reflete-se um mistério grandioso: a relação instaurada por Cristo com a Igreja, uma relação nupcial (cf. Ef 5, 21-33). A Igreja é a esposa de Cristo. Esta é a relação. Isto significa que o Matrimónio corresponde a uma vocação específica e deve ser considerado uma consagração (cf. Gaudium et spes, 48; Familiaris consortio, 56). É uma consagração: o homem e a mulher são consagrados no seu amor.

No sacramento do Matrimónio realiza-se a simplicidade e até a fragilidade da condição humana.

 

Texto adaptado da Audiência Geral do Papa Francisco, de 2 de abril de 2014, ciclo de catequeses sobre os Sacramentos.

Texto original em vatican.va

Contacte a Paróquia através deste formulário:

Partilhar
Shopping Basket