Paróquia de Campelos

Não é ele o filho do carpinteiro?

SEXTA-FEIRA DA XVII SEMANA DO TEMPO COMUM

Pe. Paolo Ciampoli

31/07/2020

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Mateus (13, 54-58)
Naquele tempo, Jesus foi à sua terra e começou a ensinar os que estavam na sinagoga, de tal modo que ficavam admirados e diziam: «De onde Lhe vem esta sabedoria e este poder de fazer milagres? Não é Ele o filho do carpinteiro? A sua Mãe não se chama Maria e os seus irmãos Tiago, José, Simão e Judas? E as suas irmãs não vivem entre nós? De onde Lhe vem tudo isto?». E estavam escandalizados com Ele. Mas Jesus disse-lhes: «Um profeta só é desprezado na sua terra e em sua casa». E por causa da falta de fé daquela gente, Jesus não fez ali muitos milagres.

A incredulidade vem da soberba. Deus quer fazer milagres na nossa vida, mas não pode se houver incredulidade no nosso coração. Demos ouvido à serpente, e comemos o fruto da árvore do conhecimento do bem e do mal. A partir daí, a nossa soberba diz-nos que não temos que obedecer a ninguém, só temos que obedecer a nós próprios. Nós é que decidimos o que é bem e o que é mal. A obediência é cada vez mais rara. Porquê obedecer ao Papa e à Igreja? Não são homens como nós? Não é Jesus o filho do carpinteiro?
Hoje, celebramos Santo Inácio de Loyola, ao qual o Senhor deu a graça de fundar a Companhia de Jesus, na qual inculcou a importância da obediência ao Papa e à Igreja, como quem obedece à própria mãe. Peçamos por intercessão deste grande santo, o dom da humildade, para aprender a obedecer à nossa Mãe Igreja.

palavra-da-salvacao
Partilhar
Shopping Basket